TEATRO DE ROCOKÓZ

FALE CONOSCO
(11) 2786-3429 ou 7082-6200 e 7601-2125
email: rocokoz@yahoo.com.br
o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.o.

23 de abr de 2009

GRUPOS DIVERSOS

Público-alvo

  • Jovens a partir de 14 anos; e
  • Grupos de Terceira Idade.
Objetivo
Propiciar aos participantes a oportunidade de conhecerem e vivenciarem, por meio de uma experimentação prática e teórica, as possibilidade existentes na mesclagem de recursos e linguagens (teatro, clown, música, bonecos e improvisações cênicas baseadas em interatividade constante) voltada a tornar possível este tipo de ação social para todas as pessoas nele interessadas — a partir de seu próprio manancial cômico, inerente à sua própria originalidade, isto é, seu próprio “jeito de ser”. Esta é, a nosso ver, a base de toda e qualquer “ação humanizadora”.

Metodologia
  • Tribuna livre: bate-papos com trocas de opiniões e comentários sobre este tipo de atuação social, bem como para dúvidas sobre as vivências do workshop;
  • Jogos e dinâmicas de sensibilização; e
  • Jogos e dinâmicas de exposição (cenas, improvisações, em grupo ou individualmente).
Opções de formato
  • Workshop — 8 blocos de 2h30 em 2 finais-de-semana. Total: 20 horas-aula.
  • Oficina — 16 blocos de 2h30 em 4 finais-de-semana. Total: 40 horas-aula.
  • Curso regular — 32 blocos de 2h30 em 8 finais-de-semana. Total: 80 horas-aula.
ATENÇÃO: “Oficina” e “Curso Regular” incluem, ao seu término, uma ação de Risoterapia com os participantes em hospital ou local afim da região.
Necessidades técnicas
Para a primeira etapa da oficina, solicita-se espaço privativo, bem iluminado e arejado, com fácil acesso a banheiros e água potável, altura mínima de 3 metros, aparelho toca-cd, aparelho para dvd (com TV) e pontos de luz (110V).
Conclusão de curso
A etapa conclusiva se dará em praça ou logradouro público próximo, onde haja afluxo de populares, para que os experimentos da sala-de-aula sejam colocados em prática. O Teatro de Rocokóz tem por hábito oferecer certificados aos participantes.

TEATRO DE ROCOKÓZ

  • Hospital Municipal Ver. José Storoppoli (Vila Maria – S. Paulo/SP, 1996-98);
  • Hospital Santa Catarina (1997);
  • Hospital Municipal do Tatuapé (Queimados, 1997);
  • Hospital da Restauração (Recife, 1998)
  • Hospitais nas cidades de João Pessoa e Natal (1998);
  • Projeto “Plantão da Alegria”, que comemorou os 30 anos da Unimed Campinas em 15 hospitais credenciados, incluindo duas clínicas psiquiátricas, além de palestras-show e de oficina para profissionais de Saúde (2000-02);
  • Performances e intervenções para iniciativas de prefeituras como as das cidades de S. Paulo, Sto André e S. Bernardo do Campo (desde 2002);
  • Rede Sesc-SP;
  • Hospital Instituto Albert Einstein – Centro de Simulações Realísticas (desde 2007).

NOVAS FRENTES



A intervenção acontece exatamente da mesma maneira, isto é, por meio da itinerância e interatividade da dupla de "médicos-malucos".


No entanto, no sentido de envolver as comunidades circunvizinhas, bem como os profissionais de Saúde, Educação, Lazer, Esporte no que toca à importância da ALEGRIA para a melhoria da Qualidade de Vida do Planeta, palestras-show e oficinas práticas de Risoterapia são desenvolvidas no sentido de criar multiplicadores deste tipo de ação sócio-cultural.
CONHEÇA A PÁGINA DO "TEATRO DE ROCOKOZ"
www.teatroderocokoz.blogspot.com

A "RONDA"



Este tipo de intervenção artística dá-se dentro de 2 a 3 horas de duração, a depender do volume de pessoas a serem visitadas, as quais compreendem-se entre pacientes (crianças, adultos e pesoas de terceira idade), seus acompanhantes e funcionários.É interessante que haja pelo menos 2(duas) rondas semanais, que não coincidam com os horários de visita, pois, nestes, torna-se desnecessária enquanto geradora de surpresas, descontração e alegria muito mais fundamental nos momentos em que o paciente encontre-se distante dos seus.



CONHEÇA A PÁGINA DO "TEATRO DE ROCOKOZ"
www.teatroderocokoz.blogspot.com

COMO ATUAM?




O Teatro de Rocokóz conta com artistas profissionais, com larga experiência naquilo que se denomina como teatro de intervenção, isto é, performático; que dispensa o formato tradicional de palco-platéia; que envolve e transforma o espectador (seja qual for a sua idade, profissão, crença ou classe social) em coaduvante ou até mesmo protagonista da ação teatral proposta em cada momento e “construída a quatro mãos”.


A parte que cabe a estes artistas é o pretexto para se inserirem no universo da convalescência ou do retiro e, neste sentido, envergam a condição de “médicos-malucos”, outorgando-se o direito de serem absolutamente tudo — menos médicos.


Desta maneira, valem-se de recursos cênicos, adereços, fantoches, música, brincadeiras e (principalmente) muita improvisação e cara-de-pau para convidarem o público-alvo à descontração, como forma de tornar mais agradável a sua passagem pelo hospital.

CONHEÇA A PÁGINA DO "TEATRO DE ROCOKOZ"
www.teatroderocokoz.blogspot.com





O FORMATO

O Projeto Risoterapia essencialmente atua por meio de três vertentes:
AÇÃO RISOTERAPÊUTICA
Performances teatrais, itinerantes e interativas, realizadas por duplas de artistas cômicos (os “médicos-malucos”) que circulam pelas alas, abordando bem-humorada e criativamente os pacientes, acompanhantes e funcionários, para envolvê-los e com eles compartilharem a responsabilidade sobre a geração do teatro criado a quatro-mãos. Desta forma, busca-se redimensionar positivamente o clima dentro deste universo.
OFICINA PARA FUNCIONÁRIOS
“Passam os pacientes e ficam os funcionários”, esta definição (de uma enfermeira de um dos hospitais em que atuamos) estimulou o Projeto a inserir o enfoque sobre a importância de propiciar aos profissionais de Saúde a oportunidade de desenvolverem seu próprio manancial gerador de descontração e alegria — principalmente como forma de estreitarem e aprimorarem suas próprias relações tanto entre si como com os pacientes e seus acompanhantes, contribuindo, assim, para a melhoria no atendimento. Esta oficina foi ministrada no Hospital de Vila Maria, em hospitais credenciados pela Unimed Campinas e em iniciativas particulares diversas.
PALESTRAS-SHOW
Com o objetivo de envolver a Sociedade Civil no debate sobre a importância de ações culturais deste naipe, o Projeto Risoterapia vem promovendo palestras-show, com duração aproximada de 60 minutos, assim constituídas:
a) Histórico e experiência do projeto;
b) Espaço para comentários, dúvidas e troca de opiniões com a platéia; e
c) Demonstração-surpresa da atuação dos “médicos-malucos”.
CONHEÇA A PÁGINA DO "TEATRO DE ROCOKOZ"

O PROJETO

Projeto inaugurado em 1996, na pediatria do Hospital Municipal de Vila Maria (S. Paulo/SP), onde, por 18 meses, ficou implantado e supervisionado por uma equipe multidisciplinar.
Da pediatria ampliou-se para a clínica médica, com especial atenção para pacientes de terceira idade. Irradiou-se também para locais de espera, incluindo saguões de pronto-atendimento.
Por fim, cruzou os limites do ambiente de convalescência e retiro e passou a ser desenvolvido também em eventos sociais e privados, com enfoque na importância da alegria para a manutenção e aprimoramento da qualidade de vida (humana e ambiental).